Para abrir uma empresa é necessário mais do que dinheiro para investir e força de vontade.

É preciso estar atento a inúmeros detalhes que vão fazer toda a diferença na vida da sua empresa após a abertura.

Esses detalhes garantem que o seu negócio esteja pronto para operar de acordo com as exigências legais e esteja totalmente regulamentado com a lei.

Por isso fizemos esse artigo bem completo para você aprender como abrir uma microempresa, confira tudo que você precisa saber a seguir.

Antes de saber como abrir uma microempresa: o que é uma microempresa?

Empresários descobrindo como abrir uma microempresa

Saber como abrir uma microempresa do jeito certo só é possível após a compreensão do seu conceito. 

Logo, uma ME é um tipo de classificação empresarial que está ligado ao porte do negócio. Ou seja, para ser uma ME, sua receita bruta anual (receita sem descontos) será de no máximo R$360.000,00 e poderá contratar até dezenove funcionários.

Já o MEI possui um único funcionário, limite de receita bruta anual de R$81.000,00, não há opções de regimes tributários e nem toda atividade pode fazer parte dessa classificação.

Como abrir uma microempresa: o que é necessário?

Para saber como abrir uma microempresa, primeiramente, saiba que, apesar das particularidades de cada estado e suas leis, há um passo a passo em comum entre todos.

Confira a seguir os passos necessários para que você aprenda como criar uma microempresa:

1. Você precisará de uma contabilidade

Conforme a Resolução CFC 1418/2012, exceto o MEI, toda empresa necessita do apoio do profissional contábil.

Afinal, a realização da escrituração contábil, a assinatura do balanço patrimonial ou, por exemplo, de arquivos enviados digitalmente, tais como DCTF, Dirf e SPED, dependerá do serviço de um contador.

Além disso, por ser o responsável pela manutenção da saúde financeira de um negócio, esse profissional será imprescindível para o seu crescimento.

2. Emissão do NIRE na Junta Comercial

A solicitação do Número de Identificação de Registro Empresarial (NIRE) é feita na Junta Comercial.

Para ter acesso a essa numeração, tão necessária para a obtenção do CNPJ, você deverá dar entrada com os seguintes documentos:

3. Escolha do CNAE

A Classificação Nacional das Atividades Econômicas (CNAE) deverá ser consultada através do site do IBGE.

Ela possui dois tipos de códigos:

  • CNAE Principal
  • CNAE Secundário

O principal representa a atividade que define o seu negócio. Já o secundário, que pode ser mais de um, àquelas que são complementares.

4. Obtenção do NIRE e do CNAE

Tanto a obtenção do NIRE quanto a definição do CNAE são necessárias para a elaboração do contrato social.

Vale ressaltar que será através desse documento que você poderá dar entrada na Receita Federal para a obtenção do seu CNPJ.

Com o registro do seu negócio em mãos, você deverá se dirigir à prefeitura, informar onde o mesmo será aberto e solicitar as licenças juntamente com alvarás para poder exercer sua atividade.

5. Obtenção da Inscrição Estadual ou do Registro Municipal

A solicitação da Inscrição Estadual deverá ser feita na Secretaria Estadual da Fazenda. 

Essa inscrição é obrigatória para empreendimentos que realizam atividades como a produção de bens e/ou venda de mercadorias (comércio, indústria, transporte intermunicipal e interestadual, etc).

Já a solicitação do Registro Municipal, que trata das prestações de serviços, será obtida junto à prefeitura do município onde ocorrerá a abertura do negócio.

Abrir microempresa: escolha da natureza jurídica

Gráfico demonstrando o crescimento de como abrir uma microempresa

No processo para abrir uma microempresa, a natureza jurídica se refere à configuração do negócio, ou seja, basicamente, à quantidade de sócios presentes (caso seja uma sociedade) e responsabilidade quanto ao patrimônio.

Há diferentes tipos de Natureza Jurídica utilizados para abrir microempresa.

Conheça a seguir os principais:

  • Empresário Individual (EI): não pode ter sócios e o patrimônio do empresário pode servir para cumprir com as obrigações do negócio;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli): não pode ter sócios, o patrimônio do titular (responsável) não pode servir para cumprir com as obrigações do negócio  (responsabilidade limitada), para sua constituição há a necessidade de um capital inicial equivalente à 100 salários mínimos;
  • Sociedade Limitada (Ltda): composta por sócios, a responsabilidade é limitada, precisa de um capital social informado no ato da constituição. Os sócios possuem cotas (parcelas que demonstram a responsabilidade de forma proporcional ao investimento financeiro);
  • Sociedade Limitada Unipessoal (SLU): apesar do nome, nesse tipo, não haverão sócios, ou seja, apenas um responsável (responsabilidade limitada). É similar a EIRELI, precisa também informar um capital, porém não precisa ser 100 salários como é na EIRELI.

Você deverá ter muito cuidado ao avaliar a natureza jurídica, para definir a sua configuração, pois a mesma será definitiva no processo de consolidação do seu empreendimento.

Como abrir uma microempresa: existe regime tributário ideal?

Um ponto fundamental sobre como abrir uma empresa é a definição do regime tributário mais adequado para o momento vivido pelo seu negócio.

O regime tributário é um conjunto de normas que definem a forma com que o seu empreendimento será tributado.

Conheça dois tipos de regime tributário a seguir:

Microempresa no Simples Nacional

Ao abrir microempresa, muitos tendem a optar pelo Simples Nacional.

Esse regime foi criado para facilitar a tributação da microempresa e empresa de pequeno porte.

Com ele, todos os seus tributos são pagos através da Declaração de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) mensalmente.

Observação: para efetuar o pagamento no DAS, analise a sua atividade desenvolvida e consulte o seu respectivo anexo, dentre os cinco existentes (cada um se refere a um grupo de atividades). Saiba que os percentuais dos anexos podem variar de 4% a 33%.

Microempresa no Lucro Presumido

Para descobrir a base de cálculo dos tributos do Lucro Presumido, um percentual referente a atividade desenvolvida pelo seu negócio será multiplicado ao faturamento.

Saiba que o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social do Lucro Líquido (CSLL) serão tributados trimestralmente, enquanto o Imposto Sobre Serviço (ISS), que pode variar de 2% a 5%, Programa Integração Social (PIS), equivalente a 0,65%, Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS), equivalente a 3%, ocorrerão mensalmente.

Negócios optantes por esse regime poderão ter um faturamento de até R$78.000.000,00 ao ano.

Conheça a Agilize!

Nós somos a Agilize, uma empresa de contabilidade online que está do lado do empreendedor. 

O nosso objetivo é ajudar você a manter a saúde financeira do seu negócio, independentemente do tamanho, tanto por meio dos nossos conteúdos gratuitos como com a prestação de serviços de contabilidade.

Nós também podemos ajudar você a abrir empresa ou transformar o seu MEI em ME. Visite o nosso site e conheça o nosso trabalho!

Por fim, te convido a solicitar o nosso contato para receber uma proposta personalizada para a realidade do seu negócio. 

Você receberá tudo bem explicadinho, com prazos, valores, benefícios incluídos e tudo mais. 

Além do mais, o nosso time de atendimento é treinado e motivado a ajudar. Fazemos questão de ter um papo diferenciado, com muita prestatividade para atender você da maneira que você merece.

Solicite uma proposta logo abaixo!

Você pode trocar de contabilidade quando quiser. Não é necessário finalizar o ano fiscal, e não tem nenhum custo.

Tem alguma dúvida sobre por que você deve contratar a Agilize? Fale com um dos nossos contadores experts:

Ligamos para você

Entraremos em contato em até 30 minutos, e você não estará assumindo nenhum compromisso com a Agilize.
(de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h)

Você considera contratar uma contabilidade online?

4 coisas que você deve considerar ao contratar uma contabilidade online:

Os preços cobrados pela contabilidade online

Você deve se proteger de empresas que não são transparentes nos preços cobrados. Na Agilize, você fica ciente de absolutamente tudo que será cobrado, sem pegadinhas, com planos a partir de R$ 99. E não cobramos a 13ª mensalidade dos nossos clientes.

Os serviços prestados pela contabilidade online

Fique atento(a) aos serviços prestados para que você não tenha surpresas no futuro. A Agilize é uma contabilidade completa, que atende empresas de prestação de serviços de qualquer lugar do Brasil.

O aplicativo financeiro e contábil

Oferecer um aplicativo de gestão financeira e contábil completo e que funcione corretamente é fundamental para que você possa focar no crescimento do seu negócio. A Agilize oferece um sistema completo, que funciona em computadores, celulares e tablets.

O atendimento é feito por contadores experts

É importante que você saiba quem está cuidando da sua empresa, e também que tenha acesso a essas pessoas. Na Agilize, você conta com um time de contadores experts acessíveis desde a contratação, sempre que precisar.