Tudo que é preciso para ser dono de empresa

dono-de-empresa-o-que-vc-precisa-saber

Quando você pensa em um empresário, imagina logo uma pessoa que lidera a equipe, toma decisões importantes, participa de reuniões de negócios e ganha bastante dinheiro, certo? Essa é a impressão que muita gente tem sobre quem é dono de empresa!

Mas será que é isso mesmo que um empresário faz? É isso o que você vai descobrir aqui neste artigo!

Vamos falar quais são as responsabilidades do dono da empresa, quais são as suas obrigações e mostrar como você pode se tornar um se isso faz parte dos seus planos.

Vamos lá?

  1. O que significa CEO?
  2. Qual a diferença entre CEO e dono de empresa?
  3. Quais as responsabilidades de dono de empresa?
  4. Quais obrigações um dono de empresa deve cumprir?
  5. O que torna alguém dono de empresa?

O que significa CEO?

Bom, antes de falarmos sobre a rotina do empresário, precisamos deixar claro que ser CEO e ser dono de empresa não é a mesma coisa. Enquanto o empresário é a pessoa que inicia uma empresa, o CEO é o diretor do negócio.

CEO é a sigla para “Chief Executive Officer”, que, na tradução para o português, quer dizer algo parecido com diretor executivo. O CEO, então, é o profissional que supervisiona as operações da empresa, pensando e implementando estratégias para fazer o negócio crescer e atingir os seus objetivos.

Para isso, o CEO precisa ter conhecimentos sobre gestão, finanças e, claro, sobre a empresa e o setor em que atua, entendendo as particularidades do negócio e do mercado.

Antes de continuar, aproveita e já se inscreve em nossa newsletter para ter todas as informações sobre o mundo empreendedorismo.

Qual a diferença entre um CEO e o dono da empresa?

O CEO, como você sabe, é a pessoa que dirige a empresa, enquanto o dono é o criador do negócio. É possível que o empresário assuma o papel de CEO, principalmente se ele tiver a formação e conhecimento necessários para essa tarefa.

Mas também é possível que o dono da empresa contrate um CEO para dirigir o negócio, caso não queira ou não se sinta preparado para assumir esse papel.

A principal diferença entre CEO e dono de empresa é referente às responsabilidades do trabalho. O dono deve criar o plano de negócio e traçar metas e objetivos. O CEO, então, deve implementar estratégias para alcançá-los, gerenciando, inclusive, os recursos humanos da empresa.

Esses são alguns exemplos de responsabilidades do CEO:

  • Desenvolver planos estratégicos e implementá-los, ajudando o time a entender as expectativas da empresa;
  • Definir o orçamento anual do negócio;
  • Representar a empresa perante o mercado e a mídia;
  • Comunicar-se com a diretoria da empresa;
  • Acompanhar o desempenho do negócio e implementar as melhorias necessárias;
  • Estabelecer uma cultura de trabalho.

Quais são as responsabilidades do dono da empresa?

Agora vamos falar sobre as responsabilidades de um dono de empresa caso ele não seja o CEO do próprio negócio? 

Planejamento e estratégia

Donos de empresas pequenas são responsáveis por criar o plano de negócios e encontrar maneiras de manter o negócio competitivo e lucrativo. É por isso que a habilidade de planejamento é tão importante para quem quer ser empresário!

Já os donos de empresas maiores, apesar de também terem essa responsabilidade, costumam contar com ajuda de profissionais especializados para desenvolver o seu plano de negócios e traçar metas e objetivos (o CEO, inclusive, pode fazer esse papel).

Finanças

Também é responsabilidade do dono da empresa obter o capital inicial necessário para que o negócio se inicie e consiga se manter no início, enquanto ainda não traz lucro. 

Contabilidade

O dono da empresa deve ainda garantir o cumprimento de todas as obrigações do negócio perante as autoridades fiscais. Isso inclui a apuração e o pagamento de impostos, envio de declarações, cumprimento de obrigações trabalhistas, entre outras coisas.

Compliance

Outra responsabilidade de um dono de empresa é o compliance, para a garantia de que as leis do país estão sendo cumpridas, assim como os requisitos legais para a sua operação.

Para isso, o dono da empresa deve ter algum conhecimento sobre a legislação trabalhista e um advogado disponível para situações em que seja necessário fazer consultas e assinar contratos, por exemplo.

Contratações

O dono da empresa também é o responsável pela formação do seu time. Isso inclui tanto a contratação como o treinamento de novos funcionários, assim como o desenvolvimento daqueles que já fazem parte da equipe.

Para isso, o empresário deve criar os cargos e suas descrições e definir salários, benefícios e critérios para promoções.

É importante deixar claro que, embora todas essas sejam responsabilidades de um dono de empresa, ele não precisa cuidar de tudo sozinho. É possível contar com a ajuda de outros profissionais em diversos setores — assim como o CEO é o braço direito do dono da empresa na operação, ele também pode contar com o apoio de advogados, contadores, consultores, especialistas em marketing, etc.

Quais obrigações um dono de empresa deve cumprir?

Além dessas responsabilidades, o dono de empresa também tem algumas obrigações perante as autoridades — caso não sejam cumpridas, a empresa pode ser prejudicada ao receber multas e outras penalidades mais graves, que podem incluir o fechamento do negócio ou até mesmo a prisão dos seus sócios.

Pagamento de impostos

Todas as empresas precisam pagar impostos que incidem sobre as atividades que realizam. A natureza desses impostos e a carga tributária dependem de diversos fatores, como o tipo de produto ou serviço oferecido ao público, a natureza jurídica e o regime tributário escolhido.

Mas, de modo geral, a tributação funciona assim:

Comércio e indústria

Empresas que vendem mercadorias devem pagar mensalmente o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A alíquota varia de um estado para outro e é aplicada sobre as vendas.

Além disso, também é necessário pagar:

  • Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI)
  • Programa de Integração Social (PIS);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins);
  • Contribuição Patronal Previdenciária (CPP);
  • Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL);
  • Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ).

Serviços

Já as empresas que prestam serviços não precisam pagar o ICMS e nem o IPI, que são impostos que incidem sobre a venda e circulação de produtos industrializados. Todos os outros impostos citados acima incidem sobre elas, além do Imposto Sobre Serviço (ISS), que deve ser pago à prefeitura da cidade em que a empresa está sediada.

Obrigações trabalhistas

Nenhum funcionário pode ser contratado sem ter registro na sua Carteira de Trabalho. Essa é uma obrigação do empregador, assim como a realização do exame admissional, que deve ser feito antes que o novo colaborador assuma o cargo.

Todos os meses, além do pagamento de salário, o dono da empresa também deve fazer a contribuição para o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e para o Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) para cada funcionário.

E além desses pagamentos, um dono de empresa também tem outras obrigações trabalhistas, que consistem no envio de declarações, relatórios e transmissões de dados sobre a organização.

Uma dessas obrigações é a atualização do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). 

Obrigações fiscais e contábeis

Por fim, o dono da empresa também deve cumprir obrigações fiscais e contábeis que vão além do pagamento de impostos. Elas são o envio de informações que servem para facilitar o trabalho de fiscalização das autoridades fiscais.

Essas são as principais obrigações:

  • SPED Fiscal: escrituração digital de dados sobre o ICMS e IPI;
  • SPED Contábil: transmissão dos livros e demonstrações contábeis;
  • Livro de Apuração do Lucro Real: para o informe do IRPJ das empresas enquadradas nesse regime tributário;
  • Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (DIRF): declaração anual que informa as retenções na fonte em pagamentos e recebimentos.

Assim como acontece com as responsabilidades, essas obrigações também podem ser terceirizadas. Um exemplo é a contratação de um escritório de contabilidade para cuidar das obrigações tributárias, fiscais e contábeis, o que garante que todas elas sejam cumpridas sem atrasos e sem erros.

O que torna alguém dono de empresa?

O dono da empresa é a pessoa que criou o negócio — perante a lei, é aquela cuja nome consta no cartão CNPJ e no Contrato Social do negócio.

Ou seja, qualquer pessoa pode se tornar um dono de empresa.

Mas para ter um negócio de sucesso, não basta formalizar o negócio. É preciso ter mentalidade empreendedora, conhecimentos sobre gestão de negócios e de pessoas, entender o mercado, saber negociar, ser um bom líder e desenvolver diversas outras habilidades que vão ajudar nessa jornada.

Quer saber mais sobre isso? Então continue lendo!

Como se tornar dono de empresa?

Como falamos aqui, para ser um bom dono de empresa, é preciso mais do que abrir um CNPJ — um bom empresário precisa ter e desenvolver habilidades que vão ajudar na gestão do negócio e são fundamentais para o seu sucesso.

Esses são os principais exemplos:

  • Administração financeira: o empresário precisa saber como gerenciar os recursos financeiros da empresa;
  • Inteligência emocional: isso permite que o empreendedor conheça melhor os seus sentimentos diante das dificuldades, consiga controlar suas atitudes e tome melhores decisões em momentos de pressão;
  • Liderança: essa habilidade está ligada ao poder de influência sobre os colaboradores e é muito importante para mantê-los motivados;
  • Resiliência: é a habilidade de converter dificuldades em experiências positivas, transformando-as em aprendizados;
  • Aprendizado constante: o mundo está em constante mudança e o dono de empresa deve estar sempre atualizado, além de manter a sua mente aberta para essas mudanças;
  • Inovação: além de conhecimentos atualizados, o dono de empresa também deve ser criativo e visionário, sempre buscando pensar fora da caixa para trazer novas soluções para os problemas do seu público.

A Agilize te ajuda a ser um dono de empresa!

Somos a primeira contabilidade online do Brasil e estamos ao seu lado em todas as etapas necessárias para você se tornar um dono de empresa.
Aqui no nosso blog, você encontra muitos conteúdos que vão ajudar a planejar o seu negócio, desenvolver as habilidades necessárias e gerenciá-lo. Não deixe de dar uma olhada!

E quando se sentir pronto para tirar o seu plano do papel, a gente te ajuda na abertura do seu CNPJ. O nosso time tem contadores muito experientes que vão ajudar você com a documentação e com todos os processos necessários para a obtenção de tudo o que você precisa para ter o seu próprio negócio.

E não termina por aí: depois, com o seu negócio já funcionando, a gente ajuda a manter todas as obrigações fiscais e contábeis em dia. Além da apuração dos impostos, nossos especialistas também fazem o envio de todas as declarações obrigatórias — assim você garante que a sua empresa está funcionando conforme a lei evita problemas com as autoridades.

Pela nossa plataforma, você fica por dentro de tudo. Lá, a gente registra tudo o que acontece com a sua contabilidade e você tem acesso a dados que são muito valiosos para a tomada de decisão.

Quer receber uma proposta personalizada para a sua empresa? Então é só clicar no botão abaixo, colocar algumas informações que a gente entra em contato!

Veja outros conteúdos selecionados para você!

  1. Tudo o que você precisa saber para ser um Empresário Individual
  2. 10 dicas sobre como abrir uma microempresa
  3. Dicas de como abrir empresa em Salvador!