Como evitar a falência da sua empresa!

falência-de-empresa

Em um mundo empresarial repleto de desafios, a palavra falência de empresa pode ser aterrorizante para todo empreendedor. Afinal, ninguém começa um negócio com a intenção de vê-lo ser encerrado por problemas financeiros ou de qualquer natureza.

Infelizmente, a falência de uma empresa é uma realidade que muitos enfrentam e ninguém está totalmente imune a isso.

Assim, neste artigo, vamos entender um pouco mais sobre como evitar que isso aconteça na sua empresa e as medidas possíveis para proteger seu empreendimento da insolvência.

Confira!

  1. O que significa a falência de uma empresa?
  2. O que é a lei de falências e recuperação de empresas?
  3. Quais os tipos de falência?
  4. Quando a falência se torna uma opção?
  5. Após declarar falência, o que acontece com as dívidas?
  6. Como evitar a declaração de falência da empresa?

O que significa a falência de empresa?

A falência de uma empresa é um estado financeiro em que uma organização não é mais capaz de cumprir com as suas obrigações financeiras, incluindo o pagamento de dívidas. Isso pode ocorrer por várias razões, como:

  • gestão financeira;
  • Crises econômicas;
  • Perda de clientes estratégicos;
  • Concorrência acirrada ou desleal.

O que é a recuperação judicial?

A recuperação judicial é um processo judicial que permite à empresa devedora renegociar suas dívidas com os credores, a fim de evitar a falência.

Desse modo, o objetivo é reestruturar a empresa, permitindo que ela continue operando.

O que é a recuperação extrajudicial?

A recuperação extrajudicial é um procedimento que permite à empresa devedora negociar suas dívidas com os credores sem a necessidade de intervenção do Poder Judiciário.

Assim, ela tem o objetivo de permitir que a empresa devedora se reestruture e evite a falência.

O que é a lei de falências e recuperação de empresas?

As leis de falências e recuperação de empresas são um conjunto de regulamentos que estabelecem as regras e procedimentos para lidar com a falência de uma empresa.

A lei nº 14.112/20 é a mais recente norma que trata sobre a recuperação judicial, a recuperação extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade empresária.

Essa lei foi sancionada em 2020 e atualizou dispositivos anteriores que também tratavam sobre o tema, como:

  • Lei nº 8.929, de 22 de agosto de 1994;
  • Lei nº 10.522, de 19 de julho de 2022; 
  • Lei nº 11.101, de 9 de fevereiro de 2005.

Esse conjunto de regras tem o objetivo de proteger tanto os credores quanto os devedores, fornecendo um caminho claro, direcionado e legal para reestruturar as finanças e, em alguns casos, liquidar ativos de forma justa.

Quais os tipos de falência?

Existem dois tipos principais de falência de uma empresa, cada um possui seus objetivos e processos distintos.

Veja a seguir.

Falência de liquidação

O principal objetivo da falência de liquidação é encerrar as operações da empresa e liquidar todos os ativos da empresa, utilizando-os para pagar os credores na medida do possível.

Assim, no processo de falência de liquidação, os ativos da empresa são vendidos e os recursos obtidos utilizados para pagar as dívidas de acordo com uma ordem de prioridade estabelecida pelas leis de falências e supervisionada por um administrador judicial.

Com a conclusão do processo, a empresa é dissolvida e seus negócios são encerrados. Os credores podem ou não receber o pagamento integral de suas dívidas, dependendo dos recursos disponíveis.

Falência de reorganização

Já o objetivo da falência de reorganização é permitir que a empresa continue suas operações, mas sob um plano de reestruturação e recuperação financeira que torne o negócio viável novamente.

Aqui, a empresa apresenta um plano de reestruturação que descreve como pretende reorganizar suas dívidas, cortar custos e recuperar a viabilidade financeira. 

O plano deve ser aprovado pelos credores e pelo tribunal, e durante o processo de reorganização a empresa continua operando normalmente.

Se o plano de reorganização for aprovado e bem-sucedido, a empresa sai do processo de falência com uma estrutura de dívida mais gerenciável e com a capacidade de continuar suas operações.

Quando a falência se torna uma opção?

A falência de uma empresa se torna uma opção quando o negócio enfrenta algumas dificuldades e não consegue mais cumprir suas obrigações financeiras.

Algumas situações em que a falência pode se tornar uma opção viável, são:

  • Incapacidade de pagar dívidas vencidas;
  • Falta de ativos para cobrir as obrigações financeiras;
  • Cessação das operações comerciais devido a problemas financeiros;
  • Pressão dos credores;
  • Perda significativa de receita;
  • Impossibilidade de obter financiamento adicional;
  • Decisão estratégica.

Após declarar falência, o que acontece com as dívidas?

Após declarar falência, e como parte do processo, as dívidas da empresa falida são liquidadas de acordo com as prioridades estabelecidas pelas leis de falências e supervisionadas pelo administrador judicial.

Os credores têm a chance de reivindicar seus ativos, e qualquer ativo remanescente é distribuído entre eles. Ou seja, os ativos da própria empresa falida devem ser utilizados para sanar os passivos durante o processo de falência.

Porém, no caso de liquidação total dos ativos da empresa, o processo de falência é finalizado e a empresa é encerrada, mesmo que ainda existam dívidas em aberto com credores.

Esse é um dispositivo garantido pela legislação, levando em consideração que já nada mais pode ser feito pelo administrador judicial se não houverem mais recursos ou ativos disponíveis.

Quando a empresa decreta falência, tem que pagar funcionários?

Os funcionários da empresa falida mantêm seus direitos trabalhistas a serem respeitados, e os salários em aberto e demais benefícios entram nessa categoria.

A forma de organização para pagamento desses valores pode variar de acordo com o tipo de falência escolhido pela empresa, porém essas verbas possuem prioridade de pagamento em relação aos demais credores.

É importante que os colaboradores da empresa falida tenham o acompanhamento de um advogado trabalhista para entender as obrigações e direitos nessa situação.

Como evitar a declaração de falência da empresa?

evitar-falência-de-empresa

Evitar a declaração de falência é o objetivo de todo e qualquer empreendedor. Existem algumas estratégias que podem ajudar a prevenir a falência de uma empresa:

Planejamento financeiro sólido

O planejamento financeiro é uma ferramenta essencial para entender a realidade de qualquer empresa e conseguir projetar aqui que pode ser o futuro, com base em dados e informações.

Manter um planejamento financeiro sólido que inclua a gestão cuidadosa de receitas, despesas, projeções de fluxo de caixa e fundos de reserva, pode ser uma tarefa desafiadora, porém decisiva para o futuro do negócio.

Diversificação de receitas

“Nunca coloque todos os ovos na mesma cesta”. Essa frase resume bem o sentido deste tópico, afinal, uma empresa corre sérios riscos atuando dessa forma.

Não dependa exclusivamente de um único cliente ou segmento de mercado como fonte de receita. Diversificar seus negócios pode ajudar a suavizar os impactos financeiros imprevistos.

Controle de custos

Planejar e estar atento ao futuro da empresa é essencial, mas não tanto quanto estar atento ao que está acontecendo hoje, principalmente sobre o aspecto financeiro.

Esteja atento aos custos operacionais e busque maneiras de reduzi-los sempre que possível. Isso pode incluir renegociar contratos e otimizar processos.

Monitoramento de indicadores

“O que não pode ser medido, não pode ser gerenciado”.

Não é possível gerir um negócio de sucesso se baseando apenas em suposições, é necessário estar atento aos fatos e números.

Fique de olho em indicadores-chave de desempenho financeiro, que podem mostrar traduzir a situação do negócio em dados e informações, como por exemplo:

  • Margem de lucro;
  • Margem de contribuição;
  • Prazos de pagamento e recebimento;
  • Inadimplência de clientes;
  • Endividamento.

Reserva de caixa

A reserva de caixa é um valor separado pela empresa para cobrir despesas e custos emergenciais não previstos. 

Manter uma reserva de caixa significativa é essencial para enfrentar tempos difíceis sem recorrer imediatamente a empréstimos de terceiros ou à falência.

Contrate uma assessoria contábil profissional

Consulte regularmente um contador ou consultor financeiro para orientação especializada em gestão financeira.

Realize a negociação com credores

Se você perceber que está enfrentando dificuldades financeiras, entre em contato com seus credores para discutir opções de pagamento ou reestruturação de dívidas antes que a situação se agrave.

Conheça a Agilize

A Agilize é uma empresa de contabilidade que oferece suporte a empreendedores e prestadores de serviços na gestão financeira de seus negócios.

Com uma equipe preparada e pronta para ajudar a sua empresa a desenvolver os melhores caminhos de crescimento, aqui você encontra o suporte necessário para desenvolver o seu negócio.

Veja outros conteúdos selecionados para você:

  1. Entenda se é possível abrir empresa com nome sujo
  2. Saiba como e quando você deve trocar de contador
  3. Elabore seu orçamento empresarial em 6 passos!