Contabilidade para profissionais de T.I: conheça a importância, o perfil ideal e como contratar

A contabilidade parece um bicho de sete cabeças para algumas pessoas, mas, na verdade, ela pode ser mais simples do que você imagina. Além disso, ela é fundamental para o sucesso e legalidade de qualquer tipo de negócio, inclusive aqueles na área de tecnologia.

Este artigo é um guia completo de contabilidade para profissional de TI. O mercado tecnológico está em pleno crescimento e há cada vez mais oportunidades para os especialistas, principalmente aqueles que trabalham com prestação de serviço.

Se você está começando agora na profissão ou se já tem mais experiência mas ainda não conseguiu organizar a contabilidade do seu negócio, continue lendo para entender o funciona a contabilidade nessa área!

  1. A importância de uma boa contabilidade para o profissional de TI
  2. Contabilidade para profissional de TI autônomo
  3. Contabilidade para profissional de TI Pessoa Jurídica
  4. Anexos do Simples Nacional para profissional de TI
  5. Como funciona o Fator R na contabilidade para profissional de TI
  6. Perfil ideal de empresas de contabilidade para profissionais de TI

Qual a importância de uma boa contabilidade para profissional de TI?

Toda empresa precisa de uma contabilidade. Isso acontece porque algumas demonstrações contábeis devem ser obrigatoriamente assinadas por profissionais cadastrados no Conselho Federal de Contabilidade (CFC), como a DRE, por exemplo.

E se você já vai precisar contratar uma contabilidade para essas obrigações, por que não usufruir de todos os benefícios desse auxílio? 

Uma boa contabilidade pode te ajudar desde o começo, ainda na definição do seu modelo de negócio. O profissional de TI pode atuar tanto como autônomo como sendo uma Pessoa Jurídica com um CNPJ — cada modelo tem as suas vantagens e desvantagens e o profissional de contabilidade é a melhor pessoa para te ajudar a escolher a melhor opção.

Além disso, a contabilidade para profissional de TI vai ajudar você a fazer melhores escolhas em relação à natureza jurídica da sua empresa e regime tributário. Como consequência, você vai pagar menos impostos!

Por fim, a contabilidade garante que todas as suas obrigações fiscais sejam cumpridas, evitando atrasos e erros que podem gerar altas multas e até impedir o funcionamento da sua empresa.

Contabilidade para profissional de TI autônomo

O profissional de TI autônomo é aquele que não tem uma empresa, ou seja, não tem um CNPJ. Ele atende os clientes como Pessoa Física. Essa é a opção menos interessante para quem trabalha na área, pois a carga tributária é maior.

Como autônomo, você deve pagar:

  • 11% de INSS sobre os seus rendimentos;
  • Imposto de Renda de acordo com a sua receita anual;
  • ISS (Imposto Sobre Serviço) mensal sobre sua renda (a alíquota varia de acordo com o município e vai de 2% a 5%).

Além disso, empresas que contratam serviços de profissionais autônomos precisam recolher 20% de INSS sobre o pagamento. Por isso, para elas, é muito mais vantajoso contratar Pessoas Jurídicas!

Portanto, atuar como autônomo só vale a pena se você presta estes serviços muito esporadicamente. Se você trabalha na área, vale a pena abrir um CNPJ com o auxilio de uma contabilidade profissional de TI!

contabilidade para profissional de ti

Contabilidade para profissional de TI Pessoa Jurídica

A rotina de contabilidade para o profissional de TI vai depender da natureza jurídica da sua empresa. Os especialistas em tecnologia não podem ser MEI, mas é possível escolher entre alguns outros tipos de empresa:

  • EI (Empresa Individual): não permite sociedade e os bens pessoais se misturam com os bens da empresa em casos de dívidas;
  • SLU (Sociedade Limitada Unipessoal): não permite sócios e o patrimônio pessoal fica protegido em caso de dívida da empresa;
  • LTDA (Sociedade limitada): é o modelo mais comum para quem tem sócios, no qual cada um deles tem receitas e responsabilidades proporcionais ao seu investimento.

Em todas essas naturezas jurídicas é possível optar pelo Simples Nacional, regime tributário mais indicado para quem fatura até R$ 4,8 milhões por ano. O Simples Nacional tem carga tributária reduzida em relação a outros regimes e é menos burocrático, pois permite o pagamento de todos os impostos em uma única guia.

Anexos do Simples Nacional para profissional de TI

As alíquotas de tributação dentro do Simples Nacional variam de acordo com o Anexo em que cada atividade desenvolvida se encontra. São 5 Anexos ao todo:

Anexo I: comércio;

Anexo II: indústria;

Anexos III, IV e V: serviços.

O desenvolvimento de software é considerado uma prestação de serviços e, portanto, o profissional de TI pode se enquadrar em um dos três últimos Anexos, a depender do tipo de atividade desenvolvida.

Como funciona o Fator R na contabilidade para profissional de TI?

O Fator R é uma relação de equivalência entre a Folha de Salário de uma empresa e a sua receita bruta. Para calcular o Fator R, usa-se a seguinte fórmula:

Fator R = Folha de pagamento nos últimos 12 meses / receita bruta nos últimos 12 meses

Se o Fator R for igual ou maior que 28%, as atividades da empresa ficam no Anexo V do Simples Nacional. Se o Fator R for menor, ficam no Anexo III, que tem alíquotas menores.

Quais empresas estão sujeitas ao Fator R?

Todas as empresas que exercem atividades regulamentadas estão sujeitas ao Fator R. As atividades regulamentadas são aquelas que exigem formação específica e estão vinculadas a Entidades de Classe, como Medicina, Fisioterapia, Engenharia, entre outras, incluindo o desenvolvimento de software.

Dentro dessa lista há apenas duas exceções, que são as empresas com atividades de advocacia e contabilidade;

Como é feito o cálculo do Fator R para empresas que têm menos de um ano de existência?

Caso a sua empresa tenha menos de 12 meses de existência, o cálculo do Fator R vai levar em consideração a proporcionalidade de valores.

Perfil ideal de empresas de contabilidade para profissionais de TI

Uma empresa de contabilidade para profissionais de TI deve, em primeiro lugar, contar com uma equipe experiente de especialistas, que tenham conhecimentos aprofundados sobre a legislação. Dessa forma, o profissional de contabilidade consegue orientar os seus clientes sobre as melhores opções desde o momento de abertura da empresa.

Além disso, é importante que, assim como os profissionais de TI, a empresa use a tecnologia a seu favor. Hoje em dia, isso é fundamental para se ter processos eficientes e diminuir as chances de erros, além de automatizar algumas atividades.

Por fim, não podemos deixar de citar a experiência na área. Se você é um profissional de TI, busque uma empresa de contabilidade online que tenha outros clientes com o seu perfil! Sem dúvidas, essa experiência só vai trazer benefícios para a sua empresa!

Conheça a Agilize!

A Agilize é a primeira contabilidade online do Brasil e, desde que começamos a atuar, estamos ao lado do empreendedor. Além de profissionais de contabilidade com experiência nas mais diversas áreas, tem um time incrível de tecnologia, responsável pela criação e manutenção das nossas plataformas.

É por meio delas que automatizam as tarefas simples, mas sem deixar de dar atenção a cada especificidade da sua empresa. Além disso, pela nossa plataforma você consegue acompanhar de perto tudo o que é feito para o seu negócio, com transparência, clareza e sem palavras difíceis!

Solicite um orçamento e recebas uma proposta personalizada para a sua empresa!