e-book-abertura

Desenvolvedor, você deseja encontrar uma solução simples e rápida, que possibilite a abertura da sua empresa em um piscar de olhos?

Cá entre nós, somos da área de tecnologia. Assim, sei o quanto é importante para você otimizar o seu tempo e poder focar cada vez mais na sua atividade-fim.

Afinal, basicamente, nossa mentalidade gira em torno da organização de processos cuja finalidade visa facilitar ainda mais a nossa vida e também a dos nossos clientes, certo?

Portanto, convenhamos: estar alinhado à evolução tecnológica é algo fantástico, né?

No entanto, há algo melhor do que isso: encontrar alguém que compreenda a nossa forma de ver o mundo e nos ajude a resolver grandes problemas em apenas 1 toque. Não é incrível?

Isso me faz lembrar de quando tomei conhecimento do conceito de “algoritmo” e da sua importância para o mundo através de um professor.

Quem poderia imaginar que o conceito de organização de procedimentos com a finalidade de resolver um problema em um número finito de etapas iria explodir a minha mente e me causar uma reflexão profunda que, anos mais tarde, iria moldar a minha vida?

Ser o responsável por pensar a organização de processos é para poucos. Programar, promover o desenvolvimento de softwares responsáveis, muitas vezes, por causar revoluções sociais é algo especial.

Devo lhe confidenciar: desenvolver softwares, para mim, é como ter um superpoder. Portanto, como “grandes poderes geram grandes responsabilidades,” gosto de usar a minha habilidade para ajudar pessoas a tornarem as suas vidas ainda mais produtivas.

Dito isso, se você deseja descobrir o “algoritmo” que será capaz de resolver com precisão um grande problema chamado “abertura de empresa,” além de economizar tempo e dinheiro com a demasiada burocracia presente no Brasil, atente-se ao passo-a-passo que a 1° Contabilidade Online do país compartilhará contigo a seguir:

1° Passo: o Desenvolvedor Deverá Descobrir o que Não Pode Ser Feito

Você concorda comigo que descobrir o que não deverá ser feito antes de dar o 1° passo rumo ao sucesso irá economizar tempo, dinheiro e, além disso tudo, evitará stress desnecessário?

É um tanto óbvio isso, né? Porém, a verdade é que muitos se aventuram sem descobrir antecipadamente o mínimo viável para reduzir o seu risco. Portanto, devo frisar: empreender e estar alinhado com o sucesso, definitivamente, não é para amadores!

Grave isso, se deseja facilitar ainda mais a sua jornada empreendedora!

Dito isso, atente-se, pois compartilharei com você pontos importantíssimos seguir:

  • Você Não Pode Ser MEI;
  • A CNAE Errada Arruinará a Sua Empresa

Você Não Poderá Ser MEI

Se você ficou um tanto frustrado por saber que não poderá ser Microempreendedor Individual (MEI), saiba que o motivo disso faz todo sentido. Afinal, ser um Desenvolvedor de Softwares é atuar com competência de cunho intelectual ou científico.

Por isso, saiba que, aqueles profissionais que atuam com manutenção de computadores e instalação de redes, por exemplo, podem ser MEI justamente pela atividade exercida.

Portanto, essa é a deixa para o próximo ponto. Assim, não desgrude os olhos da tela!

A CNAE Errada Arruinará a Sua Empresa

Não cogite a possibilidade de desenvolver uma atividade e utilizar outra Classificação Nacional das Atividades Econômicas (CNAE) para isso. Afinal o CNAE é responsável por mostrar à Receita Federal, Administração Tributária e demais órgãos competentes a atividade exercida pela sua empresa.

O CNAE é um dos principais pontos a se considerar antes de optar pelo Regime Tributário ideal para seu empreendimento.

Por isso, se você não quer sofrer multas, perder a oportunidade de usufruir de determinados incentivos fiscais, nem contratos com clientes importantes e sérios, vá por mim: descubra o CNAE devido para a sua empresa.

Podemos lhe ajudar com isso!

6° Passo: Descubra o Valor a ser Pago através do Cálculo do Simples

2° Passo: Optar pelo Tipo de Empresa Ideal para o Desenvolvedor

Um ponto que será imprescindível para a consolidação da sua empresa será escolher a natureza jurídica ideal para a mesma. Assim, você já descobriu qual o tipo se adequa melhor ao seu atual momento?

Se a sua resposta for “não,” atente-se aos pontos a seguir:

  • Empresário Individual (EI);
  • Sociedade Limitada (Ltda.);
  • Sociedade Limitada Unipessoal (SLU);
  • Empresa Individual ou de Responsabilidade Limitada (EIRELI).

Empresário Individual (EI)

Nesse tipo, não há a possibilidade de ter sócios e, além disso, não há a necessidade de Contrato Social.

Vale ressaltar também que, se você optar por esse tipo jurídico, responderá ilimitadamente com o seu patrimônio pessoal.

Ademais, a receita auferida anual poderá chegar à R$ 360.000,00 e você não poderá contratar mais de 1 funcionário.

Sociedade Limitada (Ltda.)

Nesse caso, há a necessidade de 2 ou mais sócios. Além disso, a responsabilidade é limitada (como o próprio nome dá a entender) e é necessário elaborar o Contrato Social.

Sociedade Limitada Unipessoal (SLU)

Essa opção é similar à Sociedade Limitada. No entanto, o que as diferenciam é que, nesse tipo jurídico, você não precisará de sócio. Caso queira saber mais sobre a SLU, veja: Sociedade Ltda Unipessoal, um marco no mundo dos Negócios.

Empresa Individual ou de Responsabilidade Limitada (EIRELI)

Permite a presença de apenas 1 sócio, onde a responsabilidade é limitada. Porém, para optar por essa natureza jurídica, você precisará de um capital mínimo que corresponderá à 100 vezes o salário mínimo (referente ao salário do momento de registro da empresa).

Observação: optar pela natureza jurídica ideal para o seu negócio fará toda diferença, pois a mesma será responsável pela definição doRegime Tributário devido. Além disso, você deverá avaliar muito bem a escolha da sua CNAE também. Afinal, essa classificação será o ponto de partida para as demais definições da empresa.

3° Passo: Conheça os Tipos de Regime Tributário

Se há um ponto que mexe bastante com todo empreendedor, principalmente, no começo, é o Regime Tributário ideal para a empresa, não é mesmo?

Dessa forma, ao levar em consideração que vivemos em um dos países onde a carga tributária é uma das maiores do mundo, faz todo sentido buscar a orientação de quem entende sobre o assunto para, assim, minimizar seus riscos, certo?

Por isso, conheça os Tipos de Regime Tributário a seguir:

  • Lucro Presumido;
  • Lucro Real;
  • Simples Nacional.

Lucro Presumido

  • Regime pautado na presunção do imposto que deverá ser pago;
  • Há um percentual pré-definido para determinadas atividades que servirá como base para o cálculo do tributo a ser pago;
  • A cobrança do tributo ocorrerá de forma trimestral.
  • Haverão alíquotas baixas para o PIS e a COFINS;
  • A tributação somente ocorrerá em parte do faturamento bruto para o IRPJ e CSLL;
  • Haverá vantagem tributária, caso o lucro seja menor que a presunção.
  • Se o lucro da empresa reduzir durante o ano, não haverá como ajustar a base de cálculo.

Lucro Real

  • Regime Tributário cuja complexidade é maior que a do Lucro Presumido;
  • Geralmente, é utilizado por empresas que auferem Renda Bruta Anual superior à R$ 78.000.000,00;
  • O cálculo da tributação será feito com base no Lucro Líquido, onde o IRPJ será de 15% para um lucro de até R$ 20.000,00 e, acima desse valor, será de 25%. Além disso, o percentual da CSLL será de 9%, 1,65% para o PIS e 7,6% para a COFINS.

Simples Nacional

  • Conhecido pela simplicidade do pagamento dos tributos através da sua guia (DAS);
  • Aderido geralmente por Micro e Pequenas empresas;
  • Empresas que podem aderir possuem um faturamento anual de até R$ 4.800.000,00;
  • A alíquota poderá variar de 4% à 19% conforme à atividade desenvolvida pela empresa.

Feita as devidas considerações, atente-se ao próximo tópico!

banner mei para me

4° Passo: Descubra o Regime Tributário Mais Vantajoso para a Empresa

Aposto que, se você deseja abrir uma empresa na área de Desenvolvimento de Softwares, optar por um Regime Tributário simples que lhe traga economicidade, será o ideal, certo?

No entanto, de antemão, você precisará conhecer entre os códigos da CNAE quais poderão ser utilizados na sua atividade e, assim, deverá optar pelo Regime Tributário ideal.

Observação: uma empresa poderá ter mais de 1 código CNAE (Principal e Secundários). Porém, ambos devem possuir uma relação entre si.

Portanto, se levarmos em consideração que, após a análise da situação pelo timeda Agilize, a conclusão obtida estiver pautada no Regime Tributário do Simples Nacional, você deverá conhecer os Anexos a seguir:

  • Anexo I: Comércio;
  • Anexo II: Indústria;
  • Anexo III, IV e V: Serviços.

Os Anexos acima fazem parte do Regime Tributário do Simples Nacional. Assim, você deverá atentar-se aos Anexos III, IV e V, visto que a atividade de Desenvolvimento de Softwares é considerado Prestação de Serviço.

No entanto, devo chamar a sua atenção para a importância do código CNAE nesse caso. Afinal, será através do mesmo que você saberá qual o Anexo corresponderá à sua atividade.

5° Passo: Compreenda os Parâmetros para o Cálculo dos Tributos

Você quer aprender a calcular o valor tributário que deverá ser pago pela sua empresa de Desenvolvimento de Softwares, não é mesmo?

Então, atente-se às informações abaixo!

Após consultar os Anexos e perceber que aquele que se refere à sua atividade é o “V,” o próximo passo será avaliar se a sua empresa poderá fazer uso do recurso chamado “Fator-R.”

Você poderá se perguntar: mas, afinal, o que é Fator-R?

De forma rápida, o Fator-R é o cálculo realizado mensalmente para saber se uma empresa será tributada através do Anexo III ou V do Simples Nacional. Além disso, vale ressaltar que esse fator se refere à porcentagem do faturamento destinado aos gastos com folha de pagamento.

Assim, conheça a fórmula do Fator-R a seguir:

Fator-R = FP (Folha de Pagamento dos últimos 12 meses)/RB (Receita Bruta dos últimos 12 meses).

Portanto, quando o valor dessa razão for menor que 28%, a sua empresa pagará a alíquota devida de acordo com o Anexo V. Caso a razão seja maior que 28%, você efetuará o pagamento conforme o exposto no Anexo III.

Observação: a diferença entre as alíquotas do Anexo V e III é considerável. Assim, saiba que o Anexo III é bem mais em conta que o V. Por isso, vale a pena redobrar a atenção nesse ponto.

Para saber ainda mais sobre o Fator-R, não deixe de ler: Aprenda tudo que você precisa sobre o Fator-R hoje.

Após isso, aprenda a calcular o valor exato da sua contribuição no Regime Tributário do Simples Nacional no próximo tópico!

6° Passo: Descubra o Valor a ser Pago através do Cálculo do Simples

4° Passo: Descubra o Regime Tributário Mais Vantajoso para a Empresa

Você está preparado para dominar o cálculo referente à contribuição da atividade de Desenvolvimento de Softwares pelo Simples Nacional?

Se ainda estiver em dúvida quanto à resposta para essa pergunta, prepare-se para consolidar o seu conhecimento sobre esse assunto, agora, e sanar qualquer dúvida que, porventura, ainda exista.

Dito isso, imagine a seguinte situação: você seguiu o passo anterior (5° passo) e percebeu que a sua empresa poderá utilizar o Anexo III como referência.

Portanto, você poderá se questionar: e agora, como realizar o cálculo referente ao Simples Nacional?

Dessa forma, atente-se às etapas compartilhadas a seguir:

  1. Calcule a Receita Bruta dos 12 últimos meses;
  2. Multiplique esse valor pela Alíquota Nominal (conferir no Anexo);
  3. O Resultado será o “Valor Referencial I.” Diminua desse valor a “Parcela a Deduzir” que consta na respectiva faixa do Anexo;
  4. O Resultado obtido será o “Referencial II.”Esse valor será dividido pela Receita Bruta dos 12 últimos 12 meses (mesmo valor da 1° etapa);
  5. O Resultado será a “Alíquota Efetiva.” Portanto, você multiplicará esse percentual ao Faturamento do Mês em questão;
  6. O Resultado será o valor referente ao Simples Nacional que deverá ser pago.

Interessante, né?

Porém, quero facilitar ainda mais a sua vida. Por isso, não deixe de ver o último tópico. Saiba que a informação que tenho para compartilhar contigo revolucionará a sua empresa!

7° Passo: Implemente o Código que Revolucionará a Sua Empresa

Você percebeu o tanto de informações que precisam ser processadas para que consiga abrir a sua empresa de Desenvolvimento de Softwares e, ainda assim, obter economicidade?

Será que vale a pena, todo mês, você deixar de focar na sua atividade-fim e agregar valor para os seus clientes só para analisar as premissas e cálculos devidos do Regime Tributário da sua empresa?

Costumo frisar que “o tempo é o nosso maior ativo.”

Se vacilar, você, que trabalha com o Desenvolvimento de Softwares, e que, muito provavelmente, já virou noites imerso em trabalho, sabe tanto quanto eu sobre a importância do tempo nessa nossa área em particular.

Por isso, por saber que a nossa jornada é dura, compartilhei contigo o “algoritmo” capaz de otimizar a sua vida e torná-la um pouco mais simples. Porém, sinto que devo ir além e compartilhar o código que será capaz de revolucionar a sua empresa.

Portanto, se você identificou na sua empresa a necessidade de informações fidedignas, que lhe permitirão uma tomada de decisão assertiva, e, além disso, que serão capazes de gerar a economicidade desejada e consolidação do negócio ao longo da jornada, não perca tempo, clique aqui agora e descubra o código que será capaz de revolucionar o seu empreendimento!

Gostou do nosso artigo?

Deixe um comentário logo abaixo!

Assine a nossa newsletter, aproveite e siga-nos nas redes sociais!

Escolha uma contabilidade movida por facilidades. Conheça a Agilize


Contabilidade completa – Cuidamos de todas as suas obrigações contábeis
Atendimento excelente – Telefone, chat ou e-mail
Tudo pela internet – Emita notas fiscais e acompanhe tudo no nosso aplicativo financeiro gratuito

Quero receber uma proposta

Leia também:

Rafael Caribé

Rafael Caribé

CEO da Agilize Contabilidade Online. Formado em Ciência da Computação pela Universidade Federal da Bahia. Adoro criar coisas novas e vê-las prosperar. Empreender é uma coisa natural para mim. É o que amo fazer!

Faça um Comentário

Você pode trocar de contabilidade quando quiser. Não é necessário finalizar o ano fiscal, e não tem nenhum custo.

Tem alguma dúvida sobre por que você deve contratar a Agilize? Fale com um dos nossos contadores experts:

Ligamos para você

Entraremos em contato em até 30 minutos, e você não estará assumindo nenhum compromisso com a Agilize.
(de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h)

Você considera contratar uma contabilidade online?

4 coisas que você deve considerar ao contratar uma contabilidade online:

Os preços cobrados pela contabilidade online

Você deve se proteger de empresas que não são transparentes nos preços cobrados. Na Agilize, você fica ciente de absolutamente tudo que será cobrado, sem pegadinhas, com planos a partir de R$ 99. E não cobramos a 13ª mensalidade dos nossos clientes.

Os serviços prestados pela contabilidade online

Fique atento(a) aos serviços prestados para que você não tenha surpresas no futuro. A Agilize é uma contabilidade completa, que atende empresas de prestação de serviços de qualquer lugar do Brasil.

O aplicativo financeiro e contábil

Oferecer um aplicativo de gestão financeira e contábil completo e que funcione corretamente é fundamental para que você possa focar no crescimento do seu negócio. A Agilize oferece um sistema completo, que funciona em computadores, celulares e tablets.

O atendimento é feito por contadores experts

É importante que você saiba quem está cuidando da sua empresa, e também que tenha acesso a essas pessoas. Na Agilize, você conta com um time de contadores experts acessíveis desde a contratação, sempre que precisar.