Como organizar uma empresa endividada

empresa-endividada-como-evitar

Gerenciar uma empresa pode ser um grande desafio, e uma das situações mais incômodas e preocupantes para um empreendedor é quando os números mostram este resultado: empresa endividada.

Este pode ser um cenário assustador, mas que pode ser prevenido e até mesmo evitado com as medidas certas.

Neste artigo, vamos mostrar como organizar uma empresa endividada, incluindo as principais causas, sinais e estratégias eficazes para quitar as dívidas.

Acompanhe!

  1. O que é o endividamento de uma empresa?
  2. Principais causas de uma empresa endividada
  3. 3 sinais de que sua empresa está endividada
  4. Como quitar as dívidas?
  5. Qual a melhor ajuda para empresas endividadas?

O que é o endividamento de uma empresa?

O endividamento de uma empresa é a relação entre o total de dívidas da empresa e o seu patrimônio líquido. Em outras palavras, é uma medida de quanto dinheiro a empresa deve para terceiros em comparação com o dinheiro que ela possui.

Dessa forma, o endividamento pode ser um sinal de que a empresa está crescendo e investindo em seu futuro. No entanto, também pode ser um sinal de que pode ser o caso de uma empresa endividada ou que está em dificuldades financeiras.

Em geral, um endividamento baixo é considerado mais saudável, pois indica que a empresa é financeiramente estável. No entanto, um endividamento alto não é necessariamente negativo, desde que a empresa seja capaz de pagar suas dívidas.

Como calcular o endividamento de uma empresa?

O cenário de uma empresa endividada pode ser calculado de várias maneiras, mas a fórmula mais comum é:

Endividamento = Passivo / Ativo

  • Passivo: o total de obrigações que a empresa tem, incluindo empréstimos, contas a pagar e outras dívidas;
  • Ativo: total de bens e direitos que a empresa possui.

Assim como esse conteúdo sobre empresa endividada, o nosso blog é recheado de artigos que vão te atentar às tendências e ajudar a tornar a sua rotina empresarial mais produtiva e simples. Receba as nossas novidades diretamente no seu e-mail se inscrevendo no formulário abaixo.

Principais causas de uma empresa endividada

A palavra “endividamento” pode causar preocupações e noites sem dormir, mas é importante lembrar que, com o planejamento adequado e uma ação decisiva, é possível superar essa situação.

Porém, o primeiro passo é entender o que levou a empresa endividada a essa situação, pois o endividamento pode ocorrer por diversas razões. 

Confira as principais.

Má gestão financeira

Uma das causas mais comuns do endividamento empresarial é a má gestão financeira, tanto das empresas como dos empreendedores.

Isso pode incluir gastos descontrolados, confusão entre o patrimônio da pessoa jurídica e da pessoa física, falta de planejamento orçamentário e despesas excessivas.

Por isso, confere aqui embaixo 6 dicas essenciais para uma gestão financeira para você não ser impactado por isso.

Crises econômicas

Períodos de instabilidade econômica podem afetar negativamente as empresas, reduzindo suas receitas e levando ao endividamento.

Isso acontece principalmente quando a crise econômica impacta diretamente na receita de uma empresa que não possui uma reserva de caixa para emergência ou possui uma estrutura de custos fixos muito elevados.

Ou seja, a perda de receita somada a falta de planejamento e organização, obriga a empresa a recorrer a capital de terceiros, o que a mergulha no endividamento.

Taxas de juros altas

Quando recorre a capital de terceiros sem o devido planejamento ou de forma emergencial, a empresa acaba assumindo dívidas com juros extremamente maiores.

Os financiamentos e empréstimos com taxas de juros elevadas sobrecarregam as finanças da empresa, que se não se reorganizar o quanto antes, pode acabar transformando essas dívidas em uma verdadeira bola de neve.

3 sinais de uma empresa endividada

sinais-empresa-endividada

É preciso estar atento e saber reconhecer os sinais de endividamento da sua empresa o mais cedo possível.

O tempo de antecedência em que os sinais de endividamento são percebidos, é o que define se os planos de reorganização e recuperação da empresa serão mais simples ou mais complexos.

Veja os principais sinais!

Atraso no pagamento de contas

É importante estar atento ao controle de contas a pagar e garantir que as obrigações da empresa estão sendo cumpridas dentro do prazo.

Se as obrigações estão sendo cumpridas dentro do prazo, é um bom sinal. Caso não estejam, é um sinal de alerta, pois a empresa pode estar começando a se endividar.

Agora, se as obrigações não estiverem sendo cumpridas, mesmo que fora do prazo, é um sinal do início ou agravamento do endividamento. A necessidade de entender o que levou a isso e de implementar planos de reorganização, se tornam urgentes.

Redução da margem de lucro

Se mesmo com um fluxo constante de vendas e entrada de receita você estiver percebendo uma diminuição na margem de lucro, este é um sinal de que a empresa está com uma estrutura de custos e despesas além do necessário ou do que pode suportar.

É muito importante realizar um “raio X” nessa estrutura de custos e despesas e entender onde será possível realizar ajustes.

Necessidade de empréstimos constantes

Um instrumento que deve ser utilizado e acompanhado frequentemente é o fluxo de caixa, pois ele mostra quando a empresa possui ou perde a capacidade de continuar arcando com suas obrigações de forma consistente.

A instabilidade no fluxo de caixa, obriga a empresa a buscar por empréstimos para conseguir continuar pagando as contas, seja pela diminuição da receita, pela elevação da despesa operacional ou ainda pela inadimplência dos clientes.

Como quitar as dívidas?

Quitar as dívidas de uma empresa é um desafio que requer um plano sólido e disciplina financeira, não apenas do empreendedor, mas de todos que fazem parte da empresa.

A complexidade do plano está diretamente relacionada ao tamanho da dívida e o tempo que demorou até a situação ser diagnosticada, como já vimos antes.

Aqui estão algumas etapas que podem ajudar a reduzir e eliminar o endividamento:

Avaliação financeira

O primeiro passo para quitar as dívidas e deixar de ser uma empresa endividada é conhecer a fundo quantas, quais são e os valores envolvidos.

Comece avaliando a situação financeira da empresa e listando todas as dívidas, seus valores e taxas de juros.

Corte de despesas

A primeira ação emergencial e que precisa ser realizada o quanto antes é a redução de custos e despesas.

Identifique áreas em que a empresa pode reduzir despesas, podendo envolver a eliminação de gastos não essenciais ou ainda a otimização de processos.

Negociação com credores

Após realizar os primeiros ajustes internos, é hora de ir para o externo da empresa e complementar o plano.

Entre em contato com os credores e negocie condições de pagamento melhores, como descontos, prazos mais longos ou taxas de juros reduzidas.

Qual a melhor ajuda para uma empresa endividada?

Quando uma empresa se encontra em situação de endividamento, buscar ajuda especializada é fundamental.

E a contabilidade desempenha um papel fundamental na gestão financeira de todas as empresas, especialmente para aquelas que enfrentam problemas de endividamento.

Afinal, com ela é possível:

  • Manter o acompanhamento financeiro;
  • Planejar a estrutura financeira de uma empresa, focando em sua sustentabilidade;
  • Tomar decisões baseadas em informações e histórico do negócio;
  • Garantir a legalidade das operações.

Mas para isso, é preciso contar com uma contabilidade especializada e experiente. E a Agilize é a sua melhor solução!

Conheça a Agilize

A Agilize é uma empresa de contabilidade que oferece suporte a empreendedores e prestadores de serviços na gestão financeira de seus negócios.

Com uma equipe preparada e pronta para ajudar a sua empresa a desenvolver os melhores caminhos de crescimento, aqui você encontra o suporte necessário para desenvolver o seu negócio.

Veja outros conteúdos selecionados para você:

  1. Aprenda como consultar dívidas no CNPJ
  2. Saiba como fazer um Planejamento Financeiro Empresarial eficiente!
  3. Controle Financeiro Empresarial: saiba como zelar pela saúde do seu negócio em 2023