Contratação de Funcionário: guia completo!

contratação de funcionário

A contratação de funcionários é um processo burocrático, porém muito importante para a empresa. Na hora de contratar novas pessoas, é preciso prestar atenção, principalmente, a dois pontos:

  • nas habilidades técnicas e comportamentais, para que o novo colaborador contribua com o crescimento da empresa;
  •  nas regras estabelecidas pela lei para que a contratação seja feita corretamente.

Neste conteúdo, vamos falar sobre as duas etapas. Vamos mostrar um passo a passo para você fazer a melhor escolha da contratação de um funcionário e mostrar como fazer o processo admissional dentro da legalidade.

Boa leitura!

  1. Conheça os diferentes tipos de contrato de trabalho
  2. Veja como iniciar o processo de contratação de funcionários em uma empresa
  3. Contratação de funcionário: como fazer a admissão corretamente?

Conheça os diferentes tipos de contrato de trabalho

Antes de começarmos a falar sobre o processo de escolha do novo funcionário, é importante que você conheça os principais tipos de contrato existentes do Brasil. Assim você poderá optar por aquele que melhor se encaixa na sua necessidade.

Escolher o modelo de contratação é o primeiro passo para um processo seletivo bem-sucedido. Afinal, nem todas as pessoas estão interessadas em todos os tipos de contrato. Por isso, se você está oferecendo uma vaga temporária, por exemplo, é importante deixar isso bem claro no anúncio da vaga, para não atrair pessoas com expectativas de contratação a longo prazo.

Contrato de trabalho eventual

O contrato eventual é, muitas vezes, confundido com o contrato de trabalho temporário. No entanto, neste modelo, a pessoa contratada exerce sua atividade em caráter temporário e eventual, esporadicamente, por um curto período. 

Uma característica importante deste tipo de contrato de trabalho é que eles não geram vínculo empregatício, ao contrário do contrato temporário.

Contrato de trabalho temporário

É considerado como temporário o trabalho realizado por uma pessoa física, visando o atendimento de uma necessidade temporária da empresa, que pode ser, por exemplo, a substituição de algum funcionário que está afastado.

O contrato de trabalho temporário é regulamentado pelo decreto nº 79.841/1974, que determina que o trabalhador contratado nesta modalidade deve ter a Carteira de Trabalho assinada por, pelo menos, três meses. 

Ou seja, neste caso, há vínculo empregatício entre a empresa e a pessoa contratada.

Contrato de trabalho por tempo indeterminado

Esta é a forma mais comum de contratação de funcionários. Nela, não há um período pré-estabelecido de vigência do contrato, que pode se estender por muitos anos. Quando um período de experiência se encerra e não há dispensa por parte da empresa, se inicia o contrato por tempo indeterminado.

Na prática, o contrato tem apenas uma data de início e a rescisão pode acontecer a qualquer momento, desde que haja um aviso prévio de 30 dias de qualquer uma das partes.

Contrato por tempo determinado

Já o contrato por tempo determinado estabelece uma duração para a contratação do funcionário, que já sabe quando o contrato será rescindido. Este tipo de contrato não pode exceder a duração de dois anos.

Os funcionários contratados neste modelo, no entanto, não têm direito a alguns benefícios como recebimento de aviso prévio, multa de FGTS e nem seguro desemprego.

veja como iniciar o processo de contratação de funcionários

Como iniciar o processo de contratação de funcionários em uma empresa?

Depois de escolher o modelo de contratação de funcionário, é hora de começar a busca pelos candidatos ideais. Para ajudar você nesse processo, preparamos um passo a passo com dicas valiosas!

Trabalhe a imagem da empresa

Antes de iniciar o processo seletivo e a divulgação da vaga, a equipe deve se atentar para a imagem da empresa diante do mercado. Empresas bem vistas e admiradas pelos profissionais da área em que atua costumam receber currículos mais interessantes e despertar o interesse de pessoas mais qualificadas.

O trabalho de imagem da empresa não deve ser feito somente antes da contratação de um funcionário, mas ser uma constante na rotina do negócio.

Entretanto, antes de abrir uma nova vaga, a empresa pode dar uma atenção especial para esse ponto, produzindo conteúdos interessantes nas redes sociais, investindo em assessoria da imprensa para ter algumas ações na mídia e promovendo ações de bem-estar para os seus funcionários.

Conheça o perfil ideal do seu funcionário

Ainda antes de divulgar a sua vaga para começar a receber candidaturas, é importante que você tenha claro o perfil da pessoa que está buscando. Para isso, você deve analisar as necessidades da empresa e as características dos seus melhores funcionários.

Na sua empresa, as pessoas precisam trabalhar sob pressão? Essa vaga exige uma pessoa mais metódica ou mais criativa? Quais soft skills são valorizadas pela equipe? Você está contratando alguém para um cargo de liderança?


Respondendo a essas e outras perguntas, você consegue redigir um texto mais assertivo para a descrição da vaga, deixando claro quais são as exigências e expectativas da empresa.

Assim, evita receber candidaturas de pessoas que não têm o perfil ideal para a vaga, o que vai deixar o seu trabalho mais produtivo.

Planeje o recrutamento e seleção dos candidatos

Existem muitos métodos que podem ser adotados em um processo seletivo em suas diferentes fases. Entrevistas, dinâmicas de grupo, testes escritos e atividades práticas, chamadas também de desafios, são os mais comuns. 

Você pode – e deve – optar por mais de um método, mas, na hora da escolha, prefira aqueles que estejam mais alinhados com o objetivo da contratação.

Se você está contratando um redator, por exemplo, o teste escrito é muito importante. Mas se estiver contratando um programador, uma atividade prática tem muito mais chances de demonstrar a sua capacidade do que uma redação. 

Procure referências dos candidatos

Para saber se um profissional é bem recomendado, não basta conferir as suas redes sociais e perfil no LinkedIn. Para uma contratação de funcionário bem sucedida, é importante que você entre em contato com empregadores anteriores para buscar referências sobre o candidato.

Procure saber quais eram as suas atividades, em quais se destacava e por que se desligou da empresa.

Ofereça benefícios

A oferta de benefícios têm se tornado um grande diferencial para a contratação e retenção de funcionários, principalmente em áreas que estão em alta, como a tecnologia.

Plano de saúde, horários flexíveis, possibilidade de trabalho remoto, vale-alimentação, dias de folga e bonificações por metas atingidas são alguns dos benefícios mais valorizados pelos profissionais hoje em dia.

Contratação de funcionário: como fazer a admissão corretamente?

Depois de concluir o processo de recrutamento e seleção, é hora de formalizar a contratação do funcionário novo. Nesta etapa, você deve redigir o contrato, assinar a carteira, caso seja necessário, e seguir algumas regras para garantir a correta contratação e evitar problemas no futuro.

Confira o passo a passo!

Redija a oferta de emprego

Depois de negociar com o candidato selecionado, a empresa deve oficializar a sua proposta para a contratação do funcionário. Isso deve ser feito por escrito, em formato de proposta. O texto pode ser entregue impresso ou enviado por e-mail para o candidato escolhido.

Caso a opção escolhida seja o documento físico, é importante que você colha a assinatura do candidato em uma segunda via do documento, como forma de comprovar a entrega da oferta.

A proposta de emprego deve ter as seguintes informações:

  • condições da contratação – tipo de contrato, remuneração, horários de trabalho, endereço da empresa, entre outras coisas;
  • data do início da prestação de serviços;
  • data do exame admissional;
  • lista de documentos necessários;
  • prazo para a entrega dos documentos;
  • aviso de que o não cumprimento dessas regras pode ser considerado como uma desistência.

Esses são os documentos que o novo funcionário deve apresentar para a sua admissão na empresa:

  • documento de identidade;
  • comprovante do CPF caso esse dado não conste na identidade;
  • título de eleitor;
  • comprovante de endereço;
  • certificado de reservista (para homens maiores de 18 anos);
  • foto 3×4 para o livro de empregados;
  • Carteira de Trabalho;
  • número do PIS/PASEP.

Se a empresa desejar, pode exigir também a apresentação de outros documentos, como o diploma, certificados e carteiras de Conselho Profissional.

Elabore o contrato

Registrar uma relação de trabalho somente na Carteira de Trabalho e  Previdência Social (CTPS) não é errado, mas o mais indicado é que você elabore um contrato para deixar claras todas as condições da contratação de funcionário.

Assim, ambas as partes ficam mais seguras.

O contrato deve trazer informações como a remuneração, jornada de trabalho, data de admissão, tipo de contratação, direitos e deveres de cada parte – tudo dentro dos tetos e pisos previstos na legislação.

O contrato também pode trazer negociações feitas entre as duas partes e prever prêmios, comissões e benefícios. 

Na hora de criar o documento, aproveite para informar todas as regras de conduta da empresa.

Se a contratação não for feita pela CTPS, a elaboração de um contrato ganha ainda mais importância, já que esse é o único documento que traz todas as regras que devem ser cumpridas tanto pela empresa como pela pessoa prestadora de serviço.

Faça as anotações na CTPS

No caso de uma contratação que exija o registro na CTPS, isso deve ser feito logo após a assinatura do contrato. Na Carteira de Trabalho devem ser registradas as principais informações sobre a relação de trabalho, como:

  • cargo;
  • remuneração;
  • data de admissão;
  • localização do colaborador nos livros da empresa;
  • informações do empregador;
  • código da classificação brasileira de ocupações;
  • e condições especiais.

Um exemplo de condição especial é a jornada que difere da tradicional, com 8 horas diárias. É o caso de jornadas 12×36, meio expediente, entre outras.

O preenchimento da CTPS pode ser feito à mão ou digitalmente – neste último caso, é preciso imprimir as anotações e colar o papel no local indicado na Carteira de Trabalho.

Cadastre a admissão no e-social

Desde 2019, todas as contratações de funcionários devem ser incluídas no e-Social, assim como todos os eventos não periódicos, que são aqueles que não se repetem mês a mês.

Esse registro substitui as comunicações ao Ministério do Trabalho, INSS e Receita Federal, e é uma forma mais prática de informar a todos esses órgãos a contratação de um novo funcionário. 

O prazo para a inclusão do funcionário no e-Social é um dia útil antes do início da prestação de serviços. 

Agende o exame admissional

O exame admissional está previsto na CLT e é obrigatório. Todos os novos funcionários devem passar por um médico registrado perante o ministério do Trabalho para uma avaliação de pressão arterial, batimentos cardíacos e quadro clínico, além de registro do histórico familiar de doenças.

Exames de visão e audição não são exigidos para todos os cargos. Já exames de HIV e gravidez nunca podem ser solicitados.

O principal objetivo do exame admissional é comprovar que o novo funcionário está apto a realizar as suas funções. Ele também funciona como uma comprovação de que o trabalhador não tem nenhuma doença pré-existente.

Conheça a Agilize!

Tanto a contratação de funcionário como a sua manutenção na empresa são processos que envolvem algumas burocracias, como o pagamento de benefícios e encargos, além dos devidos registros em documentos e folhas de pagamento.

Por isso, o mais indicado é contar com uma empresa de contabilidade de confiança para auxiliar nessas tarefas. Essa é a melhor forma de fazer contratações de maneira correta, cumprindo todas as leis e evitando pagamentos desnecessários.

Aqui na Agilize, nós temos um time de especialistas que estão sempre disponíveis para tirar as suas dúvidas e ajudar você a manter a sua empresa sempre em dia com as suas obrigações fiscais e contábeis.

Solicite um orçamento preenchendo o formulário abaixo e receba uma proposta personalizada para a sua empresa!