Gestão tributária: como olhar estrategicamente seus impostos?

gestao-tributaria-como-funciona

Você sabia que o Brasil é o segundo país que mais tributa empresas em todo o mundo, segundo a Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Econômico (OCDE)? E além da alta carga tributária, o Brasil tem ainda uma legislação complexa, que acaba confundindo muitos empresários.

É por isso que a gestão tributária é tão importante! Quando ela é feita de forma eficiente, com o apoio de profissionais qualificados, garante o cumprimento das leis e evita problemas com a Receita Federal.

E é sobre isso que vamos falar neste artigo, que é o seu guia sobre gestão tributária. Aqui você vai entender o que é essa prática, qual a sua importância e conferir as nossas dicas para uma gestão tributária eficiente.

Boa leitura!

  1. O que é gestão tributária?
  2. Gestão fiscal x gestão tributária: qual a diferença?
  3. Por que a gestão tributária é importante?
  4. Quais são as atividades desempenhadas pela gestão tributária na empresa?
  5. Como fazer uma boa gestão tributária? Confira nossas dicas!

O que é gestão tributária?

A gestão tributária é a administração de todos os processos de uma empresa que envolvem tributos. E isso, como você deve imaginar, vai além do pagamento dos tributos devidos.

Ela envolve também o planejamento, análise, controle e acompanhamento de todas as obrigações tributárias do negócio.

O que faz parte da gestão tributária?

A gestão tributária pode ser dividida em três áreas:

  • Compliance fiscal: envolve o pagamento de tributos e o preenchimento dos livros e documentos fiscais, para que a empresa funcione em conformidade com a lei;
  • Planejamento tributário: se refere a atividades que têm o objetivo de otimizar o pagamento de impostos, fazendo com que a empresa pague o menor valor possível, sem infringir a legislação;
  • Auditorias: as auditorias preventivas são feitas para verificar toda a situação fiscal do negócio e solucionar eventuais irregularidades antes que a empresa seja autuada pelo Fisco.

Antes de continuar, aproveita e já se inscreve em nossa newsletter para ter todas as informações sobre o mundo empreendedorismo.

Gestão fiscal x gestão tributária: qual a diferença?

Se você já ouviu falar em gestão tributária, certamente também já ouviu o termo “gestão fiscal” e pode estar se perguntando qual a diferença entre ambos.

Bom, a gestão fiscal é um conjunto de práticas que cuida do pagamento de impostos e da escrituração fiscal da empresa. Já a gestão tributária, como você viu aqui, é um pouco mais ampla, pois inclui ainda o planejamento tributário e as auditorias preventivas.

Por que a gestão tributária é importante?

Como a gente falou no começo do artigo, o Brasil tem um sistema tributário bastante complexo, que pode confundir muita gente. Os números comprovam: uma pesquisa realizada pela Endeavor aponta que 86% das empresas apresentam algum tipo de irregularidade relacionada ao pagamento de impostos ou envio de declarações obrigatórias.

Essas irregularidades acontecem, normalmente, por erros na apuração e elaboração das obrigações ou por esquecimento. E em ambos os casos uma gestão tributária eficiente pode ajudar!

Isso porque, como essa prática garante a correta apuração de impostos e elaboração de demais obrigações, a empresa consegue funcionar em conformidade com a lei, evitando problemas com as autoridades. Esses problemas podem gerar penalidades como multas ou, em casos mais graves, até mesmo o encerramento do CNPJ.

Além disso, a boa gestão tributária também ajuda a diminuir a carga tributária da empresa. Afinal, o planejamento faz parte das suas atividades e envolve a escolha do regime tributário e CNAEs mais adequados e enquadramento em benefícios fiscais — assim, a empresa consegue pagar o menor valor possível em impostos sem deixar de cumprir a lei.

Quais são as atividades desempenhadas pela gestão tributária na empresa?

No dia a dia da empresa, a equipe responsável pela gestão tributária tem como atividade de rotina a análise dos impactos que o pagamento de tributos causa no negócio. 

Para isso, o time analisa algumas tarefas. Conheça as principais!

Notas fiscais emitidas

Uma das principais atividades da gestão tributária é a conferência das notas fiscais que são emitidas a cada mês pela empresa, para garantir que tudo foi preenchido corretamente. 

Essa prática evita erros no envio de informações para o Fisco e, consequentemente, na apuração de impostos, além de garantir que os benefícios fiscais foram devidamente aplicados e que nenhuma nota foi emitida em duplicidade.

As notas emitidas têm um prazo para correção e é importante revisá-las nesse período.

Devoluções e cancelamentos

Outra atividade de rotina da gestão tributária é garantir o cancelamento das notas fiscais referentes ao produtos devolvidos. Caso esse cancelamento não seja feito, a empresa será tributada pela venda mesmo que o produto tenha voltado para o estoque ou que o serviço não tenha sido prestado em sua totalidade.

Também é importante conferir se as trocas e devoluções foram operacionalizadas de forma correta, já que essas operações influenciam no faturamento do mês.

Alíquota efetiva

O controle mensal do real valor pago em tributos pela empresa também é uma atividade essencial na gestão tributária. É a partir dessa análise que o time consegue entender se o sistema tributário escolhido é realmente o mais vantajoso e se há possibilidade de fazer alguma mudança para diminuir a carga tributária da empresa.

Além dos impostos que incidem sobre o faturamento, também é importante analisar alguns outros impostos que incidem sobre compras, contratação de funcionários, prestação de serviços para outras cidades e estados, etc.

Acompanhamento de indicadores

Os indicadores de desempenho são métricas que facilitam o monitoramento do trabalho que está sendo feito, e indicam quais estratégias estão trazendo os resultados esperados e quais precisam ser aprimoradas.

Esses são alguns indicadores de desempenho comumente utilizados para facilitar a gestão de tributos:

  • total de notas fiscais emitidas;
  • número de devoluções de mercadoria ou cancelamento de serviços;
  • quantidade de notas fiscais canceladas;
  • total de multas e juros pagos;
  • alíquota efetiva (valor real gasto em tributos pela empresa).
gestao-tributaria

Como fazer uma boa gestão tributária? Confira nossas dicas!

Agora que você já sabe o que é a gestão tributária, como ela funciona e qual a sua importância, é hora de conferir as nossas dicas para fazer uma gestão eficiente. Vamos lá?

Escolha o melhor regime tributário

Uma das mais importantes tarefas da gestão tributária é a análise do regime tributário atual, para entender se ele é realmente o mais vantajoso ou se a empresa está pagando mais impostos do que realmente precisa.

Utilize benefícios fiscais

Os benefícios são vantagens oferecidas pelo governo para determinados tipos de empresa, especialmente para aquelas que não são optantes pelo Simples Nacional.

A empresa que consegue esse tipo de benefício tem estorno de alguns tributos — o valor depende do faturamento, porte e tipo de atividade realizada.

Faça auditorias regularmente

Como já falamos aqui, as auditorias procuram erros e tomam as providências necessárias para corrigir aqueles que forem encontrados. Assim, caso seja fiscalizada pelas autoridades, a empresa evita receber multas ou outras penalidades.

Atente-se às mudanças da lei

Mais uma vez, vamos falar aqui sobre osistema tributário brasileiro. Além de ser complexo, ele pode variar de acordo com estados e municípios. Por isso é muito importante se manter atualizado sobre essas mudanças na legislação, para evitar inadimplências e erros.

Use a tecnologia a seu favor

Hoje em dia, é possível contratar softwares da área tributária capazes de automatizar processos e otimizar as operações de gestão. Esses sistemas ajudam, por exemplo, na emissão de notas fiscais e criação de relatórios.

Conte com uma contabilidade

Ter uma contabilidade de confiança é essencial para a boa gestão tributária. Afinal, o contador é o profissional que tem todo o conhecimento necessário para orientar o time de gestão tributária da empresa, além de garantir que cada colaborador esteja cumprindo a sua tarefa da melhor forma possível.

O papel do contador na gestão tributária é passar todas as orientações necessárias, garantir a apuração correta de impostos, apresentar todas as opções de regime tributário e auxiliar o time de gestão sempre que for solicitado.

Tudo isso, em conjunto, garante que a empresa esteja cumprindo todas as leis e se mantendo regular junto aos órgãos fiscalizadores.

Além disso, também é papel da contabilidade fornecer relatórios para que os gestores analisem o desempenho da empresa e possam tomar decisões baseadas em dados. 

Conheça a Agilize!

Nós somos a Agilize, primeira contabilidade online do Brasil. Desde a nossa fundação, em 2013, já ajudamos mais de 20 mil empresas a se manterem em dia com as autoridades fiscais, ajudando na apuração de impostos e na elaboração de obrigações.

Além disso, pela nossa plataforma, você tem acesso a todos os dados coletados por nós, que são organizados em formato de relatório para que você possa analisá-los com mais facilidade. Esses dados são valiosos para a tomada de decisão na empresa e para a melhor organização das finanças, o que é essencial para a manutenção do negócio em um mercado cada vez mais competitivo.

E além de sermos pioneiros na contabilidade online, também somos conhecidos pelo nosso atendimento diferenciado. o nosso time está sempre disponível para tirar as suas dúvidas sobre contabilidade e ajudar no que for possível para que a sua empresa tenha sempre uma gestão tributária eficiente.

Para receber uma proposta personalizada, é só clicar no banner aqui embaixo e enviar pra gente algumas informações sobre a sua empresa!

Veja outros conteúdos selecionados para você!

  1. Planejamento tributário preventivo: o que é e como fazer
  2. Relatórios Contábeis: guia completo para facilitar a gestão
  3. Dicas para evitar atrasos na contabilidade