Plano de Negócios Canvas: o que é, como fazer e dicas para ter estratégia

Trouxemos informações sobre o plano de negócio canvas para você, empresário, ter cada vez mais noção de como elevar o patamar do seu negócio, crescendo-o de maneira estratégica. Acompanhe a gente!

Empreender e ter sucesso com o seu próprio negócio é o sonho de muitos brasileiros. Ainda assim, cerca de um milhão de empresas fecham as portas por ano no Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

É claro que o mercado e a economia têm influência sobre esse dado, mas a falta de planejamento também é um fator que contribui para que esse número seja tão alto. 

Fazer um plano de negócios canvas antes de abrir a empresa é fundamental para que o empreendedor saiba quanto precisa investir, quanto a empresa precisa para se manter, como a operação será realizada, entre outras coisas.

Para ajudar você a tirar esse sonho do papel e ter uma caminhada bem-sucedida, vamos mostrar neste artigo como o Plano de Negócios Canvas pode ser a ferramenta que você está buscando para planejar os próximos passos do seu negócio. Acompanhe!

  1. O que é um Plano de Negócios Canvas
  2. Plano de Negócios Canvas x Plano de Negócios Tradicional
  3. A importância e os benefícios de fazer um Plano de Negócios Canvas na sua empresa
  4. Entenda os 9 ingredientes de um Plano de Negócios Canvas e faça essa receita de sucesso na sua empresa
  5. Dica bônus para quem está abrindo empresa!

 O que é um Plano de Negócios Canvas?

O termo vem do inglês business model canvas, que significa quadro de modelo de negócio. Portanto, o plano de negócios canvas é um documento que serve para registrar informações relevantes sobre a empresa, organizadas em blocos.

Os blocos mais comuns são:

  • sumário executivo: descreve a empresa como um todo;
  • ambiente externo: avalia desafios e oportunidades tendo como base as características do mercado externo;
  • descrição do negócio: indica quais são as principais atividades que serão desenvolvidas pela empresa;
  • plano financeiro: mostra de onde vem o capital que será investido para a abertura da empresa;
  • plano de marketing: trata das estratégias para divulgação do negócio;
  • projeção financeira: indica a viabilidade do negócio em três cenários – pessimista, otimista e realista, em curto, médio e longo prazo.

É importante saber, no entanto, que, apesar de serem os mais comuns, esses blocos não são obrigatórios. O modelo de plano de negócios canvas é flexível e você pode acrescentar ou retirar blocos de acordo com as características da sua empresa.

A modelagem canvas foi desenvolvida em 2005 por Alexander Osterwalder, com a contribuição de mais de duzentos consultores e empresários. A ideia era criar uma ferramenta de gerenciamento estratégico para definir um plano de negócios de forma rápida e fácil. 

Veja algumas características do método canvas  

O plano de negócios canvas é uma ferramenta prática, flexível e de fácil compreensão. Por isso, ele facilita e agiliza o processo estratégico do negócio, estimula a criatividade e traz objetividade para a empresa.

Plano de Negócio Canvas X Plano de Negócios Tracional: qual a diferença mesmo?

O plano de negócios tradicional e o plano de negócios canvas são duas ferramentas que têm os mesmos objetivos, porém não são a mesma coisa. E você não precisa escolher entre eles.

O ideal é que o canvas de negócio sirva como uma complementação ao plano tradicional.

A principal diferença entre eles é que o plano de negócios com o modelo canvas analisa apenas informações, enquanto o plano de negócio traz também estratégias, marketing, análise de mercado e plano de vendas. 

A ideia do Canvas é reter informações de forma rápida, sem necessariamente trazer dados mais detalhados ou aprofundamentos. Por isso, nem sempre traz informações tão precisas como no plano convencional, já que o processo de pesquisa aqui é menor.

Quando escolher o plano canvas ou o tradicional?

O plano de negócios canvas deve ser escolhido quando o empreendedor precisa encontrar soluções visíveis e estruturar ideias. Ele pode, inclusive, ser utilizado por quem já está empreendendo e precisa organizar as ideias. 

Já o plano de negócios tradicional requer muita pesquisa e conhecimento de mercado. É indicado para empreendedores que querem entender a viabilidade de um projeto, conhecer profundamente a empresa ou até mesmo apresentar projetos para investidores.

A importância e os benefícios de fazer um Plano de Negócios Canvas na sua empresa

O plano de negócios com o modelo Canvas é ideal para quem está começando a empreender ou ou já tem um negócio e precisa estruturar novas ideias, mas não tem tempo ou os recursos necessários para investir em um plano de negócios tradicional. Isso acontece porque o modelo canvas de negócio é prático e interativo — duas características que o plano convencional não tem.

O Canvas facilita a definição, organização e visualização de ideias de forma gráfica e, além disso, traz muitos outros benefícios para quem opta por esse formato:

  • ajuda a avaliar o desempenho do negócio;
  • estimula a criatividade e a inovação;
  • permite a melhor organização de ideias;
  • é mais objetivo;
  • agiliza a elaboração de estratégias;
  • simplifica a comunicação.

O plano de negócios canvas traz ainda a possibilidade de olhar para o negócio em perspectiva, de forma ampla, tendo uma visão completa do que sustenta a empresa e a torna um empreendimento rentável.

Entenda os 9 ingredientes de um Plano de Negócio Canvas e faça essa receita de sucesso na sua empresa

Agora que você já conhece melhor esse modelo e os seus benefícios, é hora de aprender a colocar a mão na massa e saber como montar um plano de negócios canvas.

Como já falamos, o Canvas funciona como um mapa da empresa, dividido em  blocos. Cada um corresponde a um tópico e, dentro dele, você deve descrever apenas o necessário para o entendimento. 

Você pode criar o seu mapa utilizando uma ferramenta desenvolvida pelo Sebrae, muito intuitiva e fácil de usar. Mas antes de fazer isso, que tal continuar aqui para entender melhor como preencher o seu mapa?

Para que você entenda melhor como o canvas funciona, vamos tomar como exemplo a confeiteira Joana, que está planejando abrir a sua própria confeitaria.

Antes de tirar o projeto do papel, ela vai mapear os principais pontos do negócio utilizando o modelo canvas e preenchendo os  blocos que fazem parte do método. Vamos ver como vai ficar?

Proposta de valor: 1º item do Plano de Negócios Canvas

Aqui, Joana vai escrever quais são os valores que ela gostaria que seu negócio entregasse aos consumidores. No caso de uma confeitaria, esses valores podem ser qualidade nos produtos e serviços, respeito aos fornecedores, parceiros e clientes, crescimento sustentável, etc.

Segmento de clientes: 2º item do Plano de Negócios Canvas

Este é o bloco em que você deve direcionar a empresa para o seu público-alvo, descrevendo características como idade, classe social, gênero, entre outros.

No caso de Joana, aqui ela descreveria o público para quem deseja vender os doces. Por exemplo, mulheres, de 25 a 40 anos, com renda de 3 a 10 salários mínimos, moradoras de determinada região da cidade onde ela vai abrir a sua loja.

Isso não quer dizer que Joana só poderá vender doces para essas pessoas, certo? A ideia da definição do público alvo é guiar outros setores da empresa, como o desenvolvimento de produtos e as estratégias de divulgação e comunicação. 

Afinal, quando se sabe para quem está falando, fica mais fácil entender qual a melhor forma de fazer isso, não é mesmo?

Relacionamento com os Clientes: 3º item do Plano de Negócios Canvas

O terceiro bloco do plano de negócios canvas deve descrever a forma como a empresa vai se relacionar com seus clientes e público-alvo.

Voltando para o exemplo da confeitaria de Joana, ela poderia escrever nesse espaço que a empresa vai tratar todos de forma igualitária, oferecendo o melhor atendimento possível. A empresa vai se posicionar como uma amiga da pessoa, chamando todos os clientes pelo nome e usando linguagem simples e acessível.

Isso pode parecer um pouco óbvio, já que é esperado que todas as empresas tratem os seus clientes com respeito e ofereçam o melhor atendimento possível, não é? Mas é importante colocar isso no papel para se ter uma visão ampla sobre o negócio e, a partir daí, conseguir estruturar suas estratégias e ter novas ideias. 

E se Joana fosse abrir um escritório de advocacia, por exemplo, algumas coisas poderiam ser diferentes. Ela poderia descrever nesse bloco que trataria todos os clientes com cordialidade, usando linguagem culta e explicando detalhadamente tudo o que está sendo feito no caso de cada cliente — um posicionamento completamente diferente daquele que seria adotado pela confeitaria!

Canais: 4º item do Plano de Negócios Canvas

É aqui que Joana vai definir quais são os meios que a sua confeitaria usará para passar mensagens aos seus consumidores e quais mídias serão utilizadas.

Ela pode decidir, por exemplo, usar o Instagram para divulgar o seu espaço e os seus doces, o WhatsApp para o relacionamento com o cliente e o iFood para oferecer o serviço de delivery.

Mas uma empresa maior, como um e-commerce, pode optar por uma ferramenta de chat online ou e-mail para atender os clientes.

Já em relação às mídias, Joana pode optar por fazer anúncios nas redes sociais e colocar algumas placas de outdoor no bairro da sua loja. E também pode optar por investir em um trabalho de assessoria de imprensa para conseguir alguma divulgação espontânea na mídia.

Atividades Principais: 5º item do Plano de Negócios Canvas

Qual é a atividade principal que move a empresa? Este é o principal ponto do bloco. No caso da confeitaria de Joana, a atividade principal seria a venda de doces no salão da loja.

Como atividades secundárias, ela poderia fazer o delivery dos produtos, vender doces sob encomenda, alugar o espaço para eventos e até mesmo promover cursos de confeitaria.

Recursos Principais: 6º item do Plano de Negócios Canvas

Agora é hora de falar de dinheiro. Neste ponto, você deve descrever tudo o que será necessário para que a empresa comece a realizar as suas atividades.

Quais investimentos você precisará fazer: E aqui você precisa pensar ainda na compra de equipamentos, aluguel de espaço, contratação de pessoal, sistemas, entre outros.

Para que a confeitaria de Joana seja inaugurada, ela precisa somar os gastos com uma série de fatores para saber qual investimento será necessário. Entre eles, estão o aluguel do espaço para a loja, reforma, compra de equipamentos para a cozinha, mobiliário, decoração, contratação de um designer para a criação da marca e identidade visual, contratação de equipe para cozinha e para o serviço, divulgação da nova loja, embalagens e até mesmo os ingredientes para o preparo dos primeiros doces.

Parcerias Principais: 7º item do Plano de Negócios Canvas

Neste bloco, você deve listar todos os seus principais fornecedores. Os fornecedores são as empresas que vão vender tudo o que você precisa para fazer o seu negócio funcionar, incluindo a matéria-prima para a confecção do seu produto ou  os itens que você irá revender.

Voltando ao exemplo da confeitaria de Joana, ela teria como seus principais parceiros os fornecedores dos ingredientes, das embalagens, do sistema operacional usado na loja, de utensílios como guardanapos e outros itens descartáveis, bebidas, etc.

Em resumo, você deverá listar neste bloco tudo aquilo que precisará comprar com frequência para que o seu negócio se mantenha funcionando.

Estrutura de Custos: 8º item do Plano de Negócios Canvas

Aqui nós continuamos falando sobre custos, mas você deve listar aqueles que vão além do pagamento de fornecedores, neste bloco entram o aluguel do espaço, contas de água, luz e internet, contratação de funcionários e outros prestadores de serviço, etc.

Fontes de Receita: 9º item do Plano de Negócios Canvas

E não é só de gastos que vive o plano de negócio canvas! Você também vai listar no mapa as fontes de receita da empresa, ou seja, tudo aquilo que faz o dinheiro entrar no caixa. Em uma empresa, a entrada de recursos acontece, principalmente, com a venda de produtos, mas ela também pode vir de aplicações financeiras, por exemplo.

No caso da confeitaria de Joana, além da venda dos doces, ela pode ter receitas com o aluguel do espaço para eventos e com os cursos de confeitaria que pode promover em sua cozinha.

empreendedores desenvolvendo o plano de negócios canvas

Dica bônus para quem está abrindo uma empresa: já parou para pensar no nome do seu novo negócio?

Escolher o nome da empresa é uma das principais dúvidas de quem está começando um negócio. E este ponto precisa mesmo ser muito bem pensado, afinal, o nome deve chamar atenção do público, mostrar o que a sua empresa faz e ainda ser bem recebido pelas pessoas.

Para criar um nome que se destaque, você deve considerar:

  • o público-alvo;
  • as palavras com as quais esse público se identifica;
  • o segmento da empresa;
  • os produtos ou serviços oferecidos.

Aqui no blog da Agilize tem um conteúdo muito completo, com várias dicas de como escolher um nome de empresa. Que tal dar uma conferida logo depois de fazer o seu plano de negócio canvas?

Se você procura sobre plano de negócio canvas, é porque é empreendedor. Conte com a Agilize para facilitar a sua contabilidade!

Nós somos a Agilize, a primeira contabilidade online do Brasil. Estamos sempre ao lado dos empreendedores e nosso objetivo é descomplicar a contabilidade, parte considerada chata por muita gente! Mas o que alguns consideram chato, nós consideramos uma paixão!

O nosso time tem especialistas em muitas áreas, que já ajudaram nossos mais de 10 mil clientes a terem mais tempo para se dedicar a outras partes do negócio. Nós cuidamos de toda a sua contabilidade e podemos ajudar também com todos os trâmites da abertura da empresa.

Entre em contato conosco e solicite uma proposta personalizada! Você vai receber um e-mail com o passo a passo bem explicadinho e descomplicado, do que jeito que a gente gosta e você merece!